pexels-fauxels-3184611-1.jpg

Atualização de CRV/DUT

ou transferência interestadual

Transferência Insterestadual
Atualização de CRV ou Transação 204

Os três termos significam a mesma coisa, é um bloqueio inserido pelo Detran/SP em 2 hipóteses. São elas:

Certificado de Registro do Veículo (CRV) emitido antes de 01/11/2000. (portaria Detran 657 de 24/05/2012)

Transferência de veículo acidentado (sinistro) obtido em leilão para outro estado fora de São Paulo.

Porque é inserido esse bloqueio?

Nos casos em que o CRV foi emitido anteriormente a 01/11/2000 o motivo do bloqueio é para que seja feita a atualização desses cadastros na nova base de dados PRODESP de São Paulo que foi trocada nesta data.


Nos casos de veículos acidentados média monta (sinistro) obtidos em leilão, esse bloqueio se dá pelo motivo que as bases dos Detrans do Brasil não são interligadas e após efetuar o desbloqueio de sinistro (veja aqui como desbloquear) em São Paulo esses veículos eram transferidos para o estado de residência do arrematante e a informação de sinistro não era inserida no documento. Através deste bloqueio o Detran/SP avisa o Detran de origem para onde vai o veículo da restrição que deve ser colocada assim que emitido o novo documento.

Documentação necessária para liberar esses bloqueios do veículo

Você pode regularizar a situação do sinistro do seu veículo pelo Trancinha Despachante, mesmo você sendo de outra cidade ou estado, desde que seu veículo esteja registrado em São Paulo. Basta nos enviar por e-mail ou whatsapp os documentos necessários estão listados abaixo

Certificado de Registro do Veículo (CRV) emitido antes de 01/11/2000. (portaria Detran 657 de 24/05/2012)

Certificado de Registo do Veículo CRV​​​

Cópia Frente / Verso autenticada em cartório


CPF/RG ou CNH

Cópia simples

Comprovante de Endereço

Cópia simples, conta de consumo do tipo: água, luz, internet, gás e etc.

A cópia não pode ser anterior a 90 dias, caso o proprietário não tenha comprovante de endereço em seu nome nem de parentes com o mesmo sobrenome, o dono do comprovante deverá fazer uma declaração de endereço e reconhecer em cartório.

Transferência de veículo acidentado (sinistro) obtido em leilão para outro estado fora de São Paulo.

Certificado de Registo do Veículo CRV​​​

Cópia simples Frente/Verso


CPF/RG ou CNH

Cópia simples
 

Comprovante de Endereço

Cópia simples, conta de consumo do tipo: água, luz, internet, gás e etc.

A cópia não pode ser anterior a 90 dias, caso o proprietário não tenha comprovante de endereço em seu nome nem de parentes com o mesmo sobrenome, o dono do comprovante deverá fazer uma declaração de endereço e reconhecer em cartório.

Importante!

Para o envio via e-mail ou whatsapp é necessário que a documentação seja digitalizada de preferência em um aparelho de scanner ou impressora multifuncional, a digitalização também pode ser feita pelo celular através de algum aplicativo próprio para isso, nós sugerimos o CamScanner.

Botão-Google-Play.png
Botão-App-Store.png

Evite nos enviar fotos dos documentos pois nós precisaremos imprimir e enviar ao Detran/SP uma cópia fiel e colorida dos documentos solicitados. Documentos ilegíveis podem acarretar em processos devolvidos e atrasos na liberação do bloqueio.

Verifique se no seu documento já consta a nova placa Mercosul e se o veículo já está emplacado com a nova placa, se o documento constar a placa nova porém o veículo estiver ainda com a placa cinza a transferência será bloqueada. Para fazer a liberação o interessado precisa lacrar o veículo em São Paulo.

Juntada essa documentação e caso não tenha declaração com reconhecimento de firma, o interessado pode mandar tudo pelo e-mail aqui ou pelo whatsapp clicando aqui, sem a necessidade de gastar com correios.
O prazo para a liberação do bloqueio é de até 2 dias.